Lançamento do Centro de Excelência em Tecnologia Ferroviária projeta investimentos superiores a R$ 60 bilhões em 10 anos, em Anápolis

O governador Ronaldo Caiado e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinaram, na última quinta-feira (15/07), o Memorando de Entendimento (MoU) para a implantação do Centro de Excelência em Tecnologia Ferroviária (CETF), em Anápolis. Projetada para ser o maior complexo tecnológico e de inovação deste modal na América Latina, a estrutura deve receber investimentos superiores a R$ 60 bilhões em 10 anos.

A expectativa é de que sejam criadas, em território goiano, soluções para a eficiência do transporte sobre trilhos de todo o país. “Talvez as pessoas não tenham noção da importância, do quanto isso será emblemático para o Estado e para o município. É um dos melhores prognósticos, porque seremos referência”, explicou Caiado. A consequência, arrematou, é a geração de empregos, formação qualificada e atração de investimentos.

O complexo será implantado e mantido com recursos de concessionárias do setor, depositados em um fundo da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “Não existe nada parecido, já que o sustento será garantido por empresas do ramo. O desenvolvimento que isso trará é inimaginável”, pontuou.

A estrutura ficará no Centro de Convenções de Anápolis, local estratégico sob ponto de vista logístico por estar às margens da BR-060, próximo ao Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) e da ferrovia Norte-Sul. “Não tem lugar melhor. Aqui não terá só o apoio acadêmico, mas da indústria, que muitas vezes recorre a laboratórios do exterior para fazer seus ensaios. Não será mais preciso, pois vamos trazer essa estrutura para cá”, definiu o ministro Tarcísio de Freitas. “Vamos transformar vidas, desenvolver ciência e tecnologia”, complementou.

O CETF deve começar a operar ainda neste ano. A criação é fruto da articulação do Governo de Goiás, por meio da Secretaria-Geral da Governadoria (SGG) e da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), junto ao Ministério da Infraestrutura. No local serão desenvolvidos testes acelerados e padronização de tecnologia ferroviária, além de treinamentos e de pesquisas científicas.

Secretário-chefe da Governadoria, Adriano da Rocha Lima explicou que a iniciativa torna o Estado mais competitivo e o põe na vanguarda do desenvolvimento tecnológico. “É um setor que nunca foi muito explorado no Brasil, e isso demandará pesquisas. São engenheiros, técnicos, operadores e toda a cadeia do setor”, explicou o secretário. “Não podemos chegar e modificar algo sem testar antes. Até então, isso era mandado para os Estados Unidos com custo altíssimo e ainda levava tempo. Pela primeira vez na América Latina, vamos fazer esse trabalho”, destacou.

“O CETF vai transformar Goiás, mudar a nossa realidade. Abrirá oportunidade para que pesquisadores desenvolvam novos produtos e tecnologias”, afirmou o secretário de Desenvolvimento e Inovação, Marcio Cesar Pereira. “É esperado também que especialistas do Brasil todo venham para cá, fazendo com que uma força de engenharia seja formada dentro do Estado. Isso cria, de fato, um polo goiano de capacidade logística referência no país”, ressaltou.

Operação
Com a assinatura do MoU, o Governo de Goiás cede o espaço dentro do Centro de Convenções de Anápolis para a instalação do CETF, enquanto o Ministério da Infraestrutura ficará responsável pela gestão. A estrutura poderá atender todas as concessionárias do Brasil, como a Rumo e a Vale do Rio Doce.

A Universidade Estadual de Goiás (UEG), a Universidade Federal de Goiás (UFG) e o Instituto Militar de Engenharia (IME) contribuem para a formação e capacitação técnica e científica dos operadores do Centro de Excelência em Tecnologia Ferroviária, que ocuparão as vagas abertas com a inauguração. As instituições de ensino também terão espaço para conduzir pesquisas sobre o setor ferroviário.

Correios
“É um importante hub de conexão entre os diversos setores da economia nacional”, salientou o presidente do Correios, general Floriano Peixoto. “Investir na integração de modais de transporte foi uma decisão extremamente lúcida e inteligente do governador Caiado e do ministro Tarcísio, para garantir o desenvolvimento da região e das empresas aqui instaladas”, avaliou.

A localização geográfica de Goiás atrai outros segmentos. Durante o evento, o general Floriano Peixoto anunciou que a instalação da Agência Empresarial dos Correios, no Daia, deve ser inaugurada em setembro. A nova unidade tem o objetivo de dar suporte às empresas situadas no polo logístico. O Estado, disse, é “ponto de passagem obrigatória de um corredor de negócios estratégico do país”.

Ele ainda anunciou novos investimentos da empresa no Estado: galpões para ajudar na logística de transporte, Centro Internacional dos Correios, além dos que já existem no Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba, após a conclusão do aeroporto de carga do município e trazer o centro de transporte da estatal para Anápolis, já que o de Brasília está saturado. “São projetos que os Correios têm, acreditando na seriedade e em tudo que é levado pela administração estadual”, garantiu.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *