top of page

Adial assina Termo de Cooperação com a SEDS e Retomada

18.03.2024



A Adial, por meio da Adial Talentos, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS) e a Secretaria de Estado da Retomada, assinou um Termo de Colaboração com o objetivo de identificar e encaminhar pessoas em situação de vulnerabilidade, garantindo seu desenvolvimento social por meio da inserção no mercado de trabalho e da capacitação profissional.


A assinatura do plano ocorreu nesta segunda-feira, 18, na sede da Adial, com a presença do presidente do Conselho da Adial, Zé Garrote, e do Secretário de Desenvolvimento Social, Wellington Matos de Lima.


As secretarias e a Adial compartilham o interesse em promover a inclusão social e econômica, através da promoção da capacitação e de oportunidades de mão de obra em diversos municípios do Estado. Cada uma das partes envolvidas contribuirá com estratégias para a execução do plano. De forma geral,  a Adial tem as vagas; a Retomada, os cursos e os aplicativos e a SEDS,  as pessoas em situação de vulnerabilidade social.



"Acredito na parceria e sinergia entre setor público e privado. Nenhum dos setores consegue realizar grandes feitos sozinho", destaca Zé Garrote. Ele ainda ressalta que há uma demanda significativa por vagas no setor produtivo. "Na minha visão, o principal obstáculo para o emprego hoje é o receio das pessoas de perderem os benefícios", acrescenta.


A chefe de Gabinete da Retomata, Suellen Mara Couto, pontua que o Termo representa a busca de autonomia da população e terá frutos a longo prazo.


Alfredo Santana, coordenador da Adial Talentos, ressalta que é a indústria é um dos maiores empregadores do Estado. O secretário Wellington afirma que a Adial sempre teve a cultura do ESG implementada na associação. "Quero que o meu legado não seja quantos benefícios foram dados, mas que a curva da pobreza reduziu", pontua.


Para promover a integração entre os setores e facilitar o acesso ao mercado de trabalho, foi desenvolvido um cronograma de visitas aos municípios goianos, com foco nos centros de assistência social. O projeto piloto será implementado inicialmente em Itumbiara, Rio Verde, Luziânia e Itaberaí, visando criar um fluxo contínuo e eficiente de encaminhamento para o mercado.


Além disso, será apresentado material de orientação sobre a importância do trabalho formal com Carteira de Trabalho e Previdência Social, incluindo cartilhas, folders e spots para rádio, que serão distribuídos tanto para os técnicos dos CRAS/CREAS como para a população em geral.


Fotos: Rodrigo Cabral ( Retomada)

Comentários


bottom of page