top of page

Adial participa do “Café Seguro” na Caramuru em Itumbiara


04/07/2022


A 12ª edição do projeto “Café Seguro”, do Tribunal Regional do Trabalho de Goiás (TRT-GO), desembarcou dessa vez em Itumbiara, no sul do Estado de Goiás. O diretor-executivo da AdialLog, Eduardo Alves, e representantes da Justiça do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho e da advocacia trabalhista estiveram presentes na última sexta-feira, 1º/7, para conversar com cerca de 200 colaboradores da indústria-matriz da Caramuru Alimentos sobre trabalho seguro.

Com cinco fábricas no Brasil, sendo três em Goiás, uma no Paraná e uma no Mato Grosso, a empresa emprega um total de 2.349 colaboradores, sendo 1.128 somente em Itumbiara. A empresa dedica-se ao processamento de grãos, produzindo também biodiesel e alimentos de consumo humano, cuja principal marca leva o nome de “Sinhá”.

O encontro reuniu cerca de 150 funcionários presencialmente e outros 50 líderes participando virtualmente, incluindo o diretor-presidente da indústria, Júlio da Costa. Ao falar com os colaboradores presentes, o desembargador Welington Peixoto, coordenador do programa Trabalho Seguro do TRT-GO, ressaltou que o julgamento de acidentes de trabalho está entre as atribuições da Justiça do Trabalho, mas que seria preferível que tais demandas não chegassem por não existirem acidentes. “É muito triste avaliar quanto vale um dedo, uma mão, uma vida”, explicou o desembargador ao falar da importância dos cuidados preventivos a acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Marina Junqueira, psicóloga do TRT-18, proferiu palestra sobre saúde mental no trabalho. Ela explicou que, em geral, a saúde mental não é tratada como assunto sério. “O adoecimento mental tem tratamento, não precisa passar por isso”, ressaltou. O desembargador Paulo Pimenta também falou aos presentes, explicando que, quase sempre, o acidente e o adoecimento são consequências de pequenas falhas e omissões.

Para Juliano Borges, mecânico industrial da empresa, encontros como esse reforçam a necessidade da atenção constante com as medidas de segurança no trabalho. Ele trabalha há 21 anos na empresa e comentou que sempre fala aos colegas sobre a importância de “não perder o medo e a responsabilidade pelo trabalho”.

O procurador do Trabalho Tiago Cabral e representantes da empresa também fizeram uso da palavra para falar sobre práticas de segurança na vida e no trabalho. O especialista em segurança comportamental, Maurício Lousada, proferiu a palestra “Atitude Consciente”, que faz parte de um novo programa da empresa para difundir a cultura da segurança entre todos os funcionários.

Estiveram presentes, ainda, à visita os seguintes representantes do TRT-GO: o presidente da Amatra18 (Associação dos Magistrados do Trabalho da 18.ª Região), juiz Fernando Rossetto; o juiz titular da 2ª Vara do Trabalho de Itumbiara, Radson Rangel; o diretor-geral, Álvaro Resende; o secretário-geral de Governança e Estratégia, Robnaldo Alves; e a chefe de Responsabilidade Socioambiental, Lara Barros. Também participaram da visita o presidente do IGT (Instituto Goiano de Direito do Trabalho), Gustavo Oliveira; a advogada Carla Carneiro, também representando o IGT, além de gestores da empresa.

Sobre o Café Seguro

O projeto Café Seguro faz parte do programa Trabalho Seguro da Justiça do Trabalho em Goiás e tem como objetivo dialogar com gestores e funcionários de empresas de médio e grande porte, levando informações a respeito da importância da prevenção de acidentes e doenças do trabalho, bem como aproximar o Tribunal da sociedade.

A iniciativa passou a integrar, desde junho de 2020, o Portal CNJ de Boas Práticas do Poder Judiciário, que conta com iniciativas dos tribunais que podem ser replicadas em todo o Brasil para modernizar e tornar ainda mais eficientes os serviços prestados pela Justiça. Até o momento, foram realizadas 11 edições do Café Seguro pelo TRT-18.

bottom of page