top of page

Etanol de milho ganha força com projeto da Três Tentos de construir 1ª usina no país

18.01.2024


Empresa informou nesta semana um investimento de R$ 1 bilhão para uma unidade em Mato Grosso; crescimento da produção de milho abre oportunidades na área





O plano da Três Tentos (TTEN3) de construir sua primeira usina de etanol de milho no Brasil se soma a uma onda de investimentos para transformar os grãos em biocombustível no país.


A empresa agroindustrial sediada no Rio Grande do Sul anunciou na segunda-feira (15) que investirá mais de R$ 1 bilhão em uma instalação com capacidade para produzir 935 metros cúbicos por dia de etanol, o equivalente a cerca de 5% do nível atual de produção do Brasil, a partir de 2026.


A usina será localizada em Mato Grosso, o maior estado agrícola do país.

O aumento constante no fornecimento de milho e os incentivos do governo têm impulsionado uma corrida por novas usinas de etanol nos principais estados agrícolas.


Isso está causando uma mudança sísmica no setor de biocombustíveis do Brasil, que há décadas se baseia na cana-de-açúcar como sua principal matéria-prima.

Um foco maior no milho segue os passos dos Estados Unidos, onde o etanol é fortemente baseado no grão.


A Três Tentos aposta que o fornecimento de milho continuará a se expandir rapidamente na região central do Brasil à medida que os rendimentos das colheitas Melhoram e mais pastagens são convertidas em áreas cultiváveis, afirmou o CEO Le Osorio Dumoncel na terça-feira (16), em uma teleconferência.

O projeto de etanol de milho faz parte de um plano de investimento mais amplo de R$ 2 bilhões, que também visa aumentar os volumes de processamento de soja e produção de biodiesel da empresa.


A iniciativa inclui ainda gastos em ativos de transporte e armazenamento de grãos na região amazônica por meio de uma parceria com a processadora e exportadora de soja Caramuru Alimentos.


As ações da empresa subiram após o anúncio do projeto. Os papéis acumulam ganho de 7.11% nesta semana considerando o preço de fechamento de quarta-feira (17).



Comments


bottom of page