top of page

Incoformismo é a regra dos CEOs no debate na ExpoFavela

20.05.2023

A Presidente do Conselho da Adial e Fundador da SSA, Zé Garrote, foi um dos participantes do debate Papo de CEO na ExpoFavela, em Goiânia, neste sábado, 20. Estava com ele, Fernando Maia, do Grupo Saga, e o Fundador e presidente da Verten, Evanildo Barros Junior. 


A mediação foi realizada pela líder do Grupo Mulheres do Brasil e Fundadora da M2 do Brasil Consultoria Estratégica, Sandra Méndez.


Zé Garrote contou a história de infância humilde. E a sua vida de superação, visão de oportunidades, riscos e crescimento. Como começou a construir a SSA, com sede em Itaberaí, com muita dedicação, luta, erros e acertos. "Fiquei literalmente quebrado. Vendi tudo que tinha e investi no meu negócio algumas vezes", revela. 


Hoje a cadeia da SSA é muito longa. São abatidos 430 mil por dia e está presente em 75 países. "Temos uma equipe maravilhosa. No passado, gastei um ano para vender o primeiro conteiner de frango pra fora. Hoje são 300 por mês. Não existe nada fácil. As coisas são difíceis mesmo. Acredito em três pilares: Deus, pessoas boas, comprometidas e de caráter e tecnologia." 


O presidente da Adial ainda fala que na favela há uma mina de diamantes. "Temos que lapidar. Não temos como escolher onde nascer. Mas podemos escolher como viver", fala.


Ele ainda completa que não há como as pessoas serem felizes, se não há prosperidade ao lado. "Faça as coisas bem feitas. Somos todos seres humanos iguais, com suas individualidades."


Mais um CEO

Maia também contou a sua história profissional, inclusive que foi demitido pelo pai. "Não há professor melhor que a carência. As favelas têm todos os obstáculos possíveis. Mas não se iludam. Nós, empresários, também já enfrentamos muitos desafios. Tive muito trabalho, sorte e oportunidades", resume. 


O empresário ainda pontua que o trabalho da Cufa é muito pertinente e necessário. "Não levaremos o país pra frente esperando cair do céu."


O presidente da Verten, Evanildo Barros Junior, afirma que a jornada de Celso Athayde, Fundador da Cufa, é seu exemplo. "Vim, no geral, de um contexto de privilégio. O pequeno empreendedor precisa de aprendizado e deve se reconhecer como empresário. E  o apoio da Favela Fundos vai permitir."





コメント


bottom of page