top of page

Na China, Daniel Vilela destaca que Governo de Goiás não abre mão de acordo comerciais com maior cid

20.06.2023


Vice-governador e demais integrantes da comitiva goiana fizeram, neste domingo, 18/6, visita técnica à Xion’an, cidade construída “do zero” para desafogar a metrópole Beijing e que pauta seu projeto urbanístico pelos conceitos mais avançados de tecnologia e inovação. O presidente-executivo da Adial, Edwal Portilho, o Tchequinho, participou da visita.



Este domingo, 18/6, também foi de muito trabalho para a comitiva de Goiás que está na China em articulação para que o estado receba mais indústrias chinesas e para que aquele país aumente a importação e o consumo de produtos goianos. A principal agenda do grupo chefiado pelo vice-governador Daniel Vilela – formado por autoridades, empresários e representantes do setor produtivo – foi uma visita técnica a pontos estratégicos da cidade de Xion’an, considerada referência mundial em “cidade inteligente”.


Com padrões arquitetônicos muito rígidos, Xion’an, projetada para abrigar até 6 milhões de pessoas e que será “inaugurada” em dois anos, foi idealizada como capital administrativa da China e ainda vai desafogar uma grande metrópole como Beijing – distante a 100 quilômetros -, a capital “oficial”, que tem hoje mais de 23 milhões de habitantes.


O vice-governador afirmou que, “guardadas as devidas proporções”, projetos e ações executadas em Xion’an e alicerçados em pilares como tecnologia e inovação servem de inspiração para Goiás. “Foi uma experiência riquíssima, tivemos acesso a informações sobre tudo que há de mais moderno à infraestrutura urbana, planejamento, cidade digital”, disse Daniel Vilela, logo após encerrada a visita técnica, em rodada de negócios entre empresários goianos e chineses.


O vice-governador também definiu como pontos altos de Xion’an o uso da tecnologia para questões como trafegabilidade, mobilidade e segurança pública. E contou que antes de erguerem os principais prédios que serão ocupados pelo governo chinês, foram construídos três subsolos, com túneis que farão a interligação destes edifícios públicos. “Assim que Xion’an for concluída, não abriremos mão da formalização de acordos comerciais, tratados de cooperação, transferência de tecnologia, enfim, tudo que poderá ser de muito bom proveito para Goiás”, ressaltou Daniel.


O vice-governador ainda ressaltou, na reunião, que o “plano piloto” de Xion’an traz certa semelhança com o de Brasília (DF). Em determinada região da cidade estão sendo construídos “blocos” divididos por um eixo no sentido leste-oeste. Um destes blocos concentrará, por exemplo, comércio, finanças e sedes de grandes empresas estatais.


Outro, quatro campi avançados de universidades com centros de pesquisa. “E o mais impressionante é saber que 70% de toda a área da cidade é composta por capital verde, ou seja, está sendo possível construir uma cidade ‘do zero’ em perfeita harmonia com o meio ambiente”.


Início da semana

A comitiva goiana estará, neste início de semana, em Jinan, capital da Província de Shandong com mais de 4 mil anos de existência e cerca de 9 milhões de habitantes. Jinan abriga as chamadas Zona de Desenvolvimento Industrial de Alta Tecnologia e Zona de Processamento de Exportação. A principal agenda desta segunda-feira, 19/6, serão encontros com comunidades empresariais.

Comments


bottom of page