top of page

Resultados da busca

963 itens encontrados para ""

  • Adial participa da inauguração do novo centro de distribuição da Equiplex

    16.04.24 O presidente da Adial, Zé Garrote, participou na manhã desta quarta-feira, 17.04, da inauguração do novo centro de distribuição da Equiplex, empresa da holding H. Egidio Group, em Aparecida de Goiânia. Zé Garrote falou em nome Fórum das Entidades Empresariais (FEE), e ressaltou a importância da atuação do presidente do conselho de administração do Grupo H.Egídio, Heribaldo Egídio, responsável pela visão e coragem por trás do novo empreendimento. "Parabéns pelo investimento e por acreditar no potencial de Goiás", disse. Em seu discurso, Garrote também enfatizou o papel central de Goiás no mapa do Brasil. "Estamos no coração do país, e nada mais estratégico do que centralizar a distribuição aqui, otimizando a logística para todos", acredita. A cerimônia contou com a presença do vice-governador de Goiás, Daniel Vilela, do deputado estadual Weder Martins, do presidente da Adial Brasil, José Alves Filho, do diretor-executivo da Adial Log, Eduardo Alves, do presidente da Fieg, Sandro Mabel, do presidente da câmara de vereadores de Aparecida, André Fortaleza, do presidente da Aciag, Marcos Coelho, do vereador de Aparecida de Goiânia, Isac Martins, do prefeito de Hidrolândia, Zé Nelio, e do prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano. Heribaldo Egídio, presidente do conselho de administração do Grupo H.Egídio, expressou sua gratidão e visão para o futuro: "Hoje é um dia de celebração, não só para a Equiplex, mas para toda a comunidade empresarial de Goiás. Este centro de distribuição representa nosso compromisso contínuo com a excelência e com o desenvolvimento econômico da região. Agradeço a todos os presentes por fazerem parte deste momento histórico", disse. A inauguração reafirma o potencial e a determinação do setor privado em impulsionar o crescimento de Goiás. "O crescimento do estado é impulsionado pelo setor privado, e é por isso que precisamos garantir um ambiente seguro e propício para empreender", concluiu o vice-governador Daniel Vilela.

  • Participação no Ministério da Fazenda

    17.04.2024 O presidente-executivo da Adial, Edwal Portilho, em conjunto com o Senador Vanderlan Cardoso, participou de uma importante reunião no Ministério da Fazenda , em Brasília (DF), na última terça-feira, dia 16. O encontro teve como propósito discutir os impactos da regulamentação da reforma tributária na indústria, em especial no setor lácteo. A reunião foi conduzida com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dário Durigan, e representa um passo significativo na busca por soluções e entendimentos sobre um tema de tamanha relevância para o setor industrial.

  • UFG e SEDs se reúnem com equipe da Adial Talentos

    17.04.2024 A Adial recebeu, na tarde da última terça-feira, 16, as equipes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Goiás (SEDs) e da Universidade Federal de Goiás (UFG). A universidade apresentou o projeto Despertar, que visa inserir os familiares dos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas no mercado de trabalho. Segundo o coordenador da Adial Talentos, Alfredo Santana, esta reunião representou uma oportunidade para conhecer os projetos e avaliar a possibilidade de colaboração, alinhada com os princípios de ESG. "Queremos analisar a viabilidade de ampliar as ações que podemos desenvolver, em parceria com a SEDs, e como isso pode ser estruturado." Estavam presentes no encontro pela SEDs Alexandre Lourenço, Wilson do Carmo, Antônio Euripedes, Vanesa Miranda Freire, Cássia de Bessa, Wilma de Melo e pela UFG Marilucia Pereira do Lago.

  • Encontro mensal traz atualizações para associadas

    15.04.2024 Os associados, parceiros e a diretoria da Adial se reuniram na tarde desta segunda-feira, 15 de abril, para a Reunião mensal, que incluiu a Assembleia Geral Extraordinária. Durante a reunião, as pautas foram discutidas tanto pelos presentes quanto pelos participantes online. O assessor jurídico, Flávio Rodovalho, explicou os novos parâmetros sobre a importação de matéria-prima, em especial do setor de laticínios, nos programas PRODUZIR e PROGOIÁS - Lei nº 22.582/2024 e Decreto nº 10.428/2024.2. Projeto de Lei da Liberdade Econômica em Goiás – PL 304/2024. "Com a orientação do Governador, já foi acatado enviarmos uma provocação. Nossa meta é despachar com maior brevidade. Todos temos uma matéria-prima importada", pontua o presidente-executivo da Adial, Edwal Portilho, o Tchequinho. A advogada Marilia Tofilis explicou sobre a Lei de Liberdade Econômica, que tem como objetivo desburocratizar algumas situações. "Existe uma legislação nacional, mas uma estadual é importante. Ainda não é muito concreta, possui escopo muito aberto", pontua. O Governo do Estado ainda não publicou o Decreto que regulamenta a Lei. Segundo Tchequinho, mais de mil atividades entrarão nesta nova legislação. Outro ponto foi a resposta da Secretaria de Economia sobre equiparação entre crédito outorgado e presumido, além das atualizações sobre a Lei 14.789/2023 da tributação das subvenções para investimento. O novo programa de regularização fiscal de Goiás "Negocie Já’ permite a adesão até o fim de julho. A sugestão é aderir ao final do programa. Ele permite quitar dívidas de ICMS, ITCD, e IPVA com descontos de juros e multas de até 99%. A psicóloga Helga Castro esclareceu que a Lei 14.831, de 2024, que instituiu o Certificado Empresa Promotora da Saúde Mental, está em vigor. Durante sua explicação, a profissional abordou a questão da segurança psicológica, que se refere à maneira como as pessoas são contratadas, tratadas e até demitidas em um ambiente de trabalho. Ela também destacou a importância de se atentar para questões como burnout, tentativas de suicídio e alcoolismo, ressaltando a necessidade de adaptação das empresas para promover um ambiente saudável. Ressocialização O Grupo Sallo apresentou o programa Heliponto, que existe há seis anos, no Complexo Penitenciário Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia, com o objetivo de ressocializar detentos. Os reeducandos que trabalham para o Grupo Sallo são alocados no Módulo de Respeito, onde têm acesso a uma cama, condições de higiene e organização, além de uma refeição arcada pela empresa. "Não é apenas emprego, é ressocialização, com mais dignidade e respeito", explica a sócia do Grupo Sallo, Maria Fernanda Bessa Mattos Alves. Atualmente, o projeto conta com 138 reeducandos que atuam em costura, estamparia e bordado. Em breve, esse número será ampliado para 300 vagas. "É um benefício não apenas para o reeducando, mas também para sua família e para a sociedade. Após deixar o presídio, ele terá a oportunidade de trabalhar conosco, mesmo utilizando tornozeleira eletrônica", completa. O Grupo Sallo tem a intenção de expandir o projeto, visando beneficiar um maior número de pessoas. Em seis anos, o projeto economizou R$ 6 milhões aos cofres públicos, segundo a empresa.

  • Adial participa da reunião do Fórum das Entidades Empresariais (FEE)

    15.04.23 Na manhã desta segunda-feira, 15.04, a Adial participou da reunião do Fórum das Entidades Empresariais (FEE) realizada no Sistema OCB, em Goiânia. Temas de relevância para o desenvolvimento do setor produtivo goiano foram amplamente discutidos. O encontro também contou com a presença do senador Vanderlan Cardoso. O presidente da Adial, Zé Garrote, enfatizou a importância do fórum como um espaço crucial para o diálogo e respeito entre as entidades empresariais. "Este é um espaço fundamental para unirmos forças e encontrarmos soluções conjuntas para os desafios que enfrentamos. É aqui que o diálogo acontece, é aqui que o respeito às diferentes visões se faz presente", disse. Já Edwal Portilho, o Tchequinho, destacou as iniciativas do senador Vanderlan Cardoso, e reconheceu seus esforços para impulsionar o setor do agronegócio no estado. Durante o evento, o senador Vanderlan Cardoso abordou a relevância da Reforma Tributária e compartilhou detalhes sobre o trabalho em andamento no Senado. Além disso, o senador discutiu a importância dos biocombustíveis no cenário atual. O Programa de Liberdade Econômica Estadual também foi apresentado pelo diretor-executivo do IMB, Erik Figueiredo. A Adial participou ativamente da elaboração do programa, que tem como objetivo desenvolver o estado com o apoio da iniciativa privada. Zé Garrote enfatizou a importância da atuação do Instituto Mauro Borges (IMB), ressaltando o valor do conhecimento técnico fa instituição. "Vemos verdadeiramente o reflexo do trabalho do IMB em diversas áreas do nosso estado", afirmou. Ele destacou a relevância de valorizar o reconhecimento junto ao governo, não conseguimos fazer nada sem estatísticas confiáveis". O presidente da Codego, Francisco Júnior, fez uma apresentação geral da Companhia para os integrantes do Fórum e pediu a colaboração das entidades para auxiliar na expansão "Daiaplam", que irá oferecer segurança jurídica aos empresários. Participaram da reunião: Luís Alberto (OCB), Zé Garrote (Adial), Edwal Portilho (Adial), Márcio Andrade (Fecomércio), Marcelo Baiocchi (Fecomércio), Sandro Mabel (Fieg), André Rocha (Fieg) , Rubens Fileti (Acieg), Márcio Luís (Facieg), Erik Figueiredo (IMB) e Francisco Júnior (Codego). Prefeitura O secretário de Governo da Prefeitura de Goiânia, Jovair Arantes, o secretário da Sefin, Vinícius Henrique, o presidente da Amma, Nadim Neme, o secretário da Sedec, Thales Queiroz, e o secretário da Seinfra, Denes Alves, participaram da segunda parte da reunião do Fórum e falaram sobre o plano de mobilidade, leis complementares do Plano Diretor, entre outros assuntos.

  • Associadas participam de Projeto Portas Abertas

    15.04.2024 A Adial participou no último sábado, 13 de abril, da primeira edição do Projeto Portas Abertas, desenvolvido pela Assembleia de Deus de Campinas. As associadas Grupo Zilli, Reciclar e Goiarte estiveram presentes no evento, realizado no Setor Independência Mansões, em Aparecida de Goiânia, onde apresentaram suas vagas e realizaram a captação de currículos. Segundo o coordenador da Adial Talentos, Alfredo Santana, essas empresas continuarão os processos de seleção dos candidatos identificados no evento. A parceria estabelecida promete futuros eventos similares. A próxima edição do Projeto Portas Abertas já está marcada para o dia 4 de maio, na região noroeste. Participaram da ação as analistas de RH do Grupo Zilli, Thayna Ferreira e Luciana Vitoria; pela Goiarte Crislaine Campos e pela Reciclar, Aline Ferreira. A Adial agradece a parceria com os pastores Wesley Davi e Edimael Alves Marinho.

  • Conferência debate redução das emissões de gás carbônico

    12.04.24 Autoridades e líderes empresariais participam de discussão em Conferência realizado pelo Sifaeg. O setor bioenergético se reuniu nesta sexta-feira, 12, na Conferência sobre Transição Energética e Desenvolvimento, realizada em Goiânia. Durante o evento, foi celebrada a assinatura do convênio da Campanha de Valorização do Etanol em Goiás, envolvendo as entidades participantes do Fórum Empresarial (FEE). O presidente-executivo da Adial, Edwal Portilho, o Tchequinho, participou do evento. A Adial se compromete em utilizar etanol em suas frotas de veículos leves, como parte da iniciativa Movido pelo Agro – Etanol. “A Adial é composta por uma grande parte das indústrias associadas à produção de alimentos e biocombustíveis. A produção de biocombustíveis é vital em escala global para reduzir as emissões de carbono e aumentar a captura de carbono por meio do cultivo de cana-de-açúcar, gramíneas e oleaginosas”, disse Tchequinho. Filiados da FAEG, FCDL, ACIEG, FECOMÉRCIO, ADIAL, FACIEG, OCB e FIEG, também firmaram o compromisso. O setor também celebrou a assinatura do projeto que cria Política Estadual de Combustíveis de Goiás pelo governador Ronaldo Caiado, que que visa valorizar a produção local de biocombustíveis, fortalecer a indústria estadual, agregar valor à produção agrícola e fomentar o crescimento econômico regional. A proposta ainda será apreciada pela Assembleia Legislativa. O presidente-executivo do Sifaeg e vice-presidente da Fieg, André Rocha, explicou que o verdadeiro adversário das mudanças climáticas é o carbono, e não o motor a combustão. "A discussão atual concentra-se em encontrar rotas eficientes para reduzir o consumo de carbono, reconhecendo as particularidades e desafios específicos da matriz energética e condições socioeconômicas de países como China, Estados Unidos, Brasil e os países europeus", considerou. O presidente do Bioenergia Brasil e presidente da Associação da Indústria Sucroenergética de Minas Gerais (SIAMIG), Mário Campos, relembra que desde os anos 70, o Brasil tem liderado esse movimento, utilizando biocombustíveis em diversos setores de transporte, seja pesado ou leve. Essa participação nos coloca como protagonistas na transição energética global. Goiás e o Brasil têm se destacado nesse contexto “com aproximadamente 90% de sua energia proveniente de fontes alternativas, o que contribui significativamente para a descarbonização e a redução das emissões de gases para a atmosfera”, pontua o presidente da Fieg, Sandro Mabel. Oportunidades O vice-presidente Executivo de Etanol, Açúcar e Bioenergia da Raízen, Francis Vernon Queen Neto, afirma que o potencial das energias renováveis é inegável. “Estamos testemunhando um mundo que busca alternativas aos recursos fósseis existentes, e as energias renováveis se apresentam como uma solução sustentável para atender às diversas demandas por combustíveis, produtos químicos e sustentabilidade em geral". Nova política Recentemente, o Congresso Nacional brasileiro aprovou projetos significativos, como o Programa de Apoio à Transição Energética (PATEN) e o Programa de Mobilidade Verde (MOVER), que buscam impulsionar a transição para fontes de energia mais limpas e renováveis. Além disso, está em processo de aprovação um projeto para regulamentar o mercado de carbono, complementando iniciativas anteriores, como o RenovaBio, que incentiva o uso de biocombustíveis.

  • Adial promove diálogo para soluções energéticas em Nova Crixás

    11.04.2024 Com o intuito de abordar a questão energética enfrentada pelos proprietários rurais, a Adial organizou uma reunião com a Brasol, uma empresa especializada em energia renovável, junto a aproximadamente 40 proprietários rurais, muitos representando mais de uma fazenda . O encontro ocorreu no Sindicato Rural de Nova Crixás, situado no noroeste do Estado, na quinta-feira, 11. O presidente-executivo da Adial, Edwal Portilho, o Tchequinho abriu a conversa, que contou também com dois representantes do Governo do estado e com o parceiro da Adial em Consultoria e Intermediação de Ativos de Energia, José Sóter Arantes de Faria. Assim, no grupo formado na reunião, foram contabilizados quase 70 proprietários, e foram organizados subgrupos de fazendeiros de acordo com as micro-regiões, visando facilitar o estudo. “A partir de segunda-feira, começaremos a receber as qualificações dos produtores para complementar as procurações. Estimamos que serão contratados cerca de 80 a 85 megawatts”, pontua Sóter.

  • Adial na TecnoShow

    11.04.2024 A Adial liderou uma delegação para marcar presença na 20ª edição da Tecnoshow COMIGO. Junto com o presidente do Conselho da Adial, Zé Garrote, e o presidente-executivo da Adial, Edwal Portilho, conhecido como Tchequinho, também estiveram presentes o diretor Eduardo Alves, além de empresários e influenciadores do Rio de Janeiro (RJ), os quais foram incentivados pela própria Adial a participar do evento no sudoeste goiano. "Temos aqui na Tecnoshow uma oportunidade ímpar para nos atualizarmos sobre as mais recentes inovações no agronegócio, desde tecnologias de ponta até equipamentos e práticas de criação animal", ressaltou Tchequinho. Durante seu discurso na cerimônia de abertura, Zé Garrote destacou que o agronegócio desempenha um papel fundamental para o Brasil, tanto em termos de valores econômicos quanto na produção de alimentos essenciais, na geração de riqueza e empregos. No entanto, um aspecto igualmente importante que merece destaque é a segurança alimentar e a sanidade dos produtos. “O Brasil se destaca não apenas pela quantidade, mas também pela qualidade dos produtos agrícolas que oferece ao mercado global. A aceitação internacional dos nossos produtos é um reflexo da rigorosa atenção dada à sanidade e à segurança alimentar em todas as etapas da produção”, pontua . A pandemia de Covid-19 serviu como um lembrete contundente da importância vital da saúde e da sanidade. “Ficou evidente que, sem saúde, não podemos avançar. Nesse sentido, os produtores brasileiros merecem reconhecimento especial. Seu compromisso com a produção de alimentos seguros e saudáveis não só garante o abastecimento interno, mas também possibilita que o Brasil continue sendo um dos principais exportadores de alimentos do mundo” enalteceu o presidente do Conselho da Adial. Outro ponto que Zé Garrote destacou em seu discurso foi da infraestrutura, envolvendo o Governo Federal. “Goiás precisa ampliar suas possibilidades logísticas. Devemos agregar valor aos nossos produtos, e a logística desempenha um papel fundamental nesse processo. Ao visitarmos o Porto do Açu, identificamos como ele pode beneficiar a produção do Estado. Portanto, a conexão ferroviária é essencial para Goiás." Zé Garrote destacou a importância da indústria, ressaltando sua capacidade de gerar pesquisa, inovação, empregos e renda, especialmente no agronegócio. Ele enfatizou a necessidade de industrializar os produtos agrícolas em Goiás, o que agregaria valor à economia local e promoveria o desenvolvimento sustentável. O empresário também lembrou da deficiência energética que assola muitas regiões do País.

bottom of page