top of page

Adial realiza levantamento das rodovias que podem receber recursos

10.05.2023



O Governo definiu as primeiras obras a serem custeadas com os recursos do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra). E para ajudar o Estado a dar prioridade nas necessidades, a Adial vai desenvolver uma reunião com os departamentos de logísticas e infraestrutura das associadas no próximo dia 16 de maio, terça-feira, às 9 horas, para realizar um levantamento com a identificação do máximo de rodovias com necessidades de pavimentação ou até mesmo cascalhamento, no caso das pistas vicinais.


A Adial é uma das entidades do Comitê do Fundeinfra. Apenas para fazer estradas o Governo Estadual terá disponível cerca de R$ 1 bilhão por meio do Fundeinfra e outros R$ 2 pelo orçamento. “É mais uma conquista da Adial e da Adial Log. Os projetos executivos das novas rodovias devem ser do setor privado para a execução do Governo”, afirma o presidente- executivo da Adial, Edwal Portilho, o Tchequinho.


Assembleia

Esse foi um dos pontos apresentados na reunião mensal da Adial. Outro ponto foram as atividades da Adial Talentos. O objetivo é qualificar a mão de obra que está em operação e ajudar na contratação e na capacitação destes colaboradores. “Precisamos que as empresas utilizem esses serviços, que são sem custos para as nossas associadas. Estamos à disposição para ajudar nas questões relacionadas à recursos humanos”, pontua o coordenador do projeto, Alfredo Santana.


O presidente do Conselho, Zé Garrote, complementa que “só vamos desenvolver a Adial Talentos se tivermos demandas dos nossos associados”. Outro ponto destacado é mostrar à população que os beneficiados do Bolsa Família não perdem o auxílio caso tenham a carteira assinada.




Preocupação

Os impactos negativos da atualização da Reforma Tributária foi tema de reunião da Adial com o vice-governador do Espírito Santo, Ricardo Ferraço (ES) e com o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado. No encontro foi apresentado um estudo que mostra a perda de competitividade do Estado, caso seja aprovado. “O nosso governador se tornou um novo aliado contra a reforma”, pontuou Tchequinho.

Outro ponto apresentado foi a atualização do Master Plan da Adial com as diretrizes para a próxima década de atuação e conquistas da entidade. Em especial o AgreGo, que foi dividido em 11 câmaras setoriais. “Vários segmentos já estão com as discussões em andamento. Nas próximas semanas, alguns setores - como de atomatados e bovinos - vão iniciar com as primeiras reuniões”, explica Edwal Tchequinho.


E para finalizar, foi realizada a prestação de contas das obras da nova sede.

Kommentare


bottom of page