top of page

Fundeinfra aprova mais três obras rodoviárias em Goiás

27.06.2023


Mais três rodovias estaduais receberão investimentos do Fundo em pavimentação e reconstrução: trechos da GOs 080, 040 e 319


Mais três rodovias estaduais receberão investimentos em reconstrução e pavimentação em Goiás. É o que o Conselho Gestor do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra) aprovou nesta segunda-feira (26/6), em reunião na sede da OCB/GO. São elas: trecho de 42,2 quilômetros da GO-080, entre Barro Alto e Goianésia; 43 quilômetros da GO-040 entre Bom Jesus e São Domingos (Goiatuba); e 35 quilômetros da GO-319 entre Castelândia e Quirinópolis.


O custo estimado para a realização destas três obras é de R$ 192,3 milhões. O Conselho Gestor já autorizou também pavimentação, duplicação ou reconstrução de trechos das GOs 174, 401 e 309, no total de R$ 218,7 milhões. Ou seja: as obras autorizadas e que serão bancadas pelo Fundeinfra somam R$ 411 milhões até o momento.


Criado no final do ano passado e bancado com contribuições do setor agropecuário goiano, o Fundo já arrecadou neste ano R$ 587,3 milhões. A estimativa do secretário estadual Pedro Sales (Seinfra), é que a arrecadação em 2023 some R$ 1,076 bilhão. Para 2024, R$ 1,2 bilhão. “Acreditamos em maior crescimento da economia, principalmente quando começar o processo de redução dos juros no País”, frisou.


Próximas rodovias

O Sistema OCB/GO apresentou na reunião do Conselho Gestor quatro novos pedidos de obras de pavimentação e um de duplicação na malha rodoviária estadual. São elas: trecho de 65 quilômetros na GO-341, entre o trevo da GO-456 até a BR-153; trecho de 46 quilômetros da GO-220, no trecho da 040 até Perolândia; 33 quilômetros da GO-194, entre o trevo do Rio Matrinchã até a Ponte Branca; 53 quilômetros da GO-461, entre o trevo do Rio Matrinchã até a GO-221; e a duplicação da GO-174, que atenderá aos produtores, cooperativas e empresas de Rio Verde e desafogará o acesso à Tecnoshow, maior feira do agro do Centro-Oeste.


O custo estimado desses projetos é de aproximadamente R$ 440 milhões. Essas demandas passam agora para a fase de contratação de projetos de engenharia e de viabilidade econômica. Na próxima reunião do Conselho Gestor do Fundeinfra, em agosto próximo, devem ser analisadas e aprovadas as execuções das suas obras.


Segundo explicou o presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, as rodovias que receberão as obras são importantes para dar maior competitividade ao agronegócio. Além de garantir mais segurança aos motoristas e passageiros, principalmente no Sudoeste Goiano. “Essas rodovias cumprem uma importante interligação na cadeia do agronegócio na Região Sudoeste. Onde as cooperativas estão presentes em mais da metade da produção agrícola”, frisou. (Empreender em Goiás)

Comentários


bottom of page